"Tenha em mente que tudo que você aprende na escola é trabalho de muitas gerações. Receba essa herança, honre-a, acrescente a ela e, um dia, fielmente, deposite-a nas mãos de seus filhos." (Albert Einstein)

PESQUISAR NESTE BLOG

sábado, 5 de setembro de 2009

LINGUAGENS: Eu não sou você... Você não é eu!

Eu não sou você
Você não é eu
Mas sei muito de mim
Vivendo com você
E você, sabe muito de você vivendo comigo?

Eu não sou você.
Você não é eu.
Mas encontrei comigo e me vi
Enquanto olhava pra você.
Na sua, minha, insegurança
Na sua, minha, desconfiança
Na sua, minha competição
Na sua, minha, birra infantil
Na sua, minha, omissão
Na sua, minha, firmeza
Na sua, minha, impaciência
Na sua, minha, prepotência
Na sua, minha, fragilidade doce
Na sua, minha, mudez aterrorizada
E você se encontrou e se viu, enquanto olhava para mim?

Eu não sou você
Você não é eu
Mas foi vivendo minha solidão
que conversei com você
E você conversou comigo na sua solidão ou fugiu dela, de mim e de você?

Eu não sou você
Você não é eu
Mas sou mais eu, quando consigolhe ver,
 porque você me reflete
No que eu ainda sou
No que quero vir a ser...

Eu não sou você
Você não é eu
Mas somos um grupo, enquanto somos capazes de,
 diferenciadamente, eu ser eu, vivendo com você e
Você ser você, vivendo comigo.
(Madalena Freire)

Um comentário:

  1. O poema é mto complicado de entender

    mas é mto bonito!!!

    kkkkkkk

    [zuzu/**

    ResponderExcluir